Instalações do Linux Slackware

CEDILHA para os programas que usam o GTK2
Abra o /etc/gtk-2.0/gtk.immodules;
Procure pela linha que contenha "im-cedilla.so";
Na linha seguinte, adicione "en" onde você vê os "locales az:fr:co", etc; fica assim az:en:fr:co....
Salve e feche;
Reinicie seu X;
Pronto!
7738120372
Para colocar acentos no console
a) Colocar em /etc/rc.d/rc.font a segunte linha:
"setfont -v /usr/share/kbd/consolefonts/lat1-16.psfu.gz"
Verificar que rc.font é executável 755 caso contrário o lat1-16.psfu.gz não é instalado.

Para teclado Americano fazer:
b) Colocar em /etc/rc.d/rc.keymap a segunte linha:
"/usr/share/kbd/keymaps/i386/qwerty/us-acentos.map.gz"

Para o teclado ABNT2 fazer:
b) Colocar em /etc/rc.d/rc.keymap a segunte linha:
"/usr/share/kbd/keymaps/i386/qwerty/br-abnt2.map.gz"

Para o teclado Português fazer:
b) Colocar em /etc/rc.d/rc.keymap a segunte linha:
"/usr/share/kbd/keymaps/i386/qwerty/pt-latin1.map.gz"
go to top
Para colocar acentos no X
Teclado Americano:
a) Editar em /etc/X11/xorg.conf para que na seção InputDevice fique como abaixo:

Section "InputDevice"
Identifier "Keyboard1"
Driver "kbd"
Option "XkbModel" "pc105"
Option "XkbLayout" "us"
Option "XkbVariant" "alt-intl"

OBS. Não se usa mais o Option "XkbLayout" "us_intl" no novo Xorg
Temos que fazer como acima.

Se for teclado Brasileiro fazer:
Option "XkbModel" "abnt2"
Option "XkbLayout" "br"
215-864-0437
Para colocar acentos no X no Slackware 13 e 13.1
copiar o /usr/share/hal/fdi/policy/10osvendor/10-keymap.fdi para /etc/hal/fdi/policy/ e modifica-lo para o teclado ficar em abnt2 :
<!-- Edit (as needed) these four lines in the copied fdi file -->
No arquivo 10-keymap.fdi tem instruções para se configurar o teclado de 2 maneiras. Leia estas instruções.

Teclado Português
<!-- Edit (as needed) these four lines in the copied fdi file -->
<merge key="input.xkb.rules" type="string">base</merge>
<merge key="input.xkb.model" type="string">evdev</merge>
<merge key="input.xkb.layout" type="string">pt</merge>
<merge key="input.xkb.variant" type="string" />

O meu xorg.conf tem ainda
Section "InputDevice"
Identifier "Keyboard0"
Driver "kbd"
Option "XkbModel" "pc105"
Option "XkbLayout" "pt"

Teclado Americano
<!-- Edit (as needed) these four lines in the copied fdi file -->
<merge key="input.xkb.rules" type="string">base</merge>
<merge key="input.xkb.model" type="string">evdev</merge>
<merge key="input.xkb.layout" type="string">us</merge>
<merge key="input.xkb.variant" type="string">intl</merge>

Teclado Brasileiro
<merge key="input.xkb.rules" type="string">base</merge>
<merge key="input.xkb.model" type="string">abnt2</merge>
<merge key="input.xkb.layout" type="string">br</merge>
<merge key="input.xkb.variant" type="string" />

O texto abaixo, tirei da internet
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O problema é que no teclado numérico o ponto "." vira uma vírgula ",".
Também sei que no mesmo arquivo 10-keymap.fdi ensina como deixar o X controlar(segundo método), fiz e deu certo.
Só para uma questão de dúvida se isso é um bug ou não, mas procurando por ai vi que tinha que mudar o arquivo /usr/share/X11/xkb/keycodes/ evdev e adicionar o KPPT = 129 (que já tem) mas mesmo assim não funcionou.
Também vi outro comando, e deu certo: xmodmap -e "keycode 129 = period".
Deixei o comando quando starto o X pra não ficar toda vez digitando, sei que é gambiarra, mas teria uma forma mais limpa pra corrigir esse erro do ponto "." virar vírgula "," no teclado abnt2 sem usar o X para controlar?
844-297-1414
Configuração do Mysql
a) Verificar se existe /etc/rc.d/rc.mysqld. Se não existir, faça:
cp /usr/share/mysql/mysql.server /etc/rc.d/rc.mysqld
chmod 755 /etc/rc.d/rc.mysqld

b) De qualquer lugar, como root, executar o script:
/usr/bin/mysql_install_db --user=mysql -> este parametro faz com que o "owner" das tabelas seja o usuário "mysql".
Este comando irá criar o diretório /var/lib/mysql e irá criar também os databases "mysql" e "test".

c) Em seguida chown -R mysql.mysql /var/lib/mysql/ -> Não precisa deste comando!
Obs. Se quiser apagar o database "test", inicie o server e de o comando:
mysqladmin -u root drop test -> Não precisa deste comando!

d) Iniciar o server
Temos 2 maneiras de iniciar o server
/etc/rc.d/rc.mysqld start
mysqld_safe --user=mysql &
safe_mysqld --user=mysql -> para versões antigas < 4.0

e) Depois de iniciado o server, dar os comandos abaixo para testar a instalação.
- mysqladmin variables
- mysqladmin version
Se tudo correr bem termine o server com o comando abaixo para ver se termina realmente.
mysqladmin -u root shutdown
Iniciar novamente o server e opcionalmente faca os seguintes testes.
- /etc/rc.d/rc.mysqld start -> Inicia o server
- mysqlshow
- mysqlshow mysql

f) Definindo a senha do root
- mysqladmin -u root password cecilia

obs. O comando abaixo só é nessessário se for setar a senha do root em um host remoto.
- mysqladmin -u root -h hostname(silvia) password cecilia

g) Por segurança (não é necessário este item g), logar como root e apagar todos os usuários que tem o password em branco.
- mysql -u root -p -> responder o prompt com 'cecilia'
para obter um help dos comandos fazer no prompt: "mysql>h"
abrir o banco mysql
- use mysql
- select user,host,password from user; -> opcional
- select user,host,password from user where password=''; -> 2 aspas
- delete from user where password='';
- select user,host,password from user; -> opcional
- flush privileges;
- exit
O comando flush é necessário para efetivar os comandos dados.

h) Para adiciionar bancos e usuários
- mysql -u root -p -> logar como root
- create database somedb_db; -> cria o banco 'somedb_db'
- grant all on somedb_db.* to someuser identified by 'password';
para restringir somente para o host, simplesmente altere a linha para someuser@somehost.
- flush privileges; -> usuário e senha só serão válidos após este comando.

i) Para exportar um database de o camando:
mysqldump -u user -p database > my_sql_file.sql

j) Para importar um database de o camando:
mysql -u user -p database < my_sql_file.sql
go to top
Configurar impressora com o CUPS
Se a impressora não está listada na lista do CUPS do computador, é preciso pegar um novo driver na internet.
O driver mais usado é o gutenprint, que ficou no lugar do gimp-print.

a) Parar o CUPS com o comando /etc/rc.d/rc.cups stop
b) Caso tenha alguma instalação antiga do gutenprint, desinstale.
Se o gutenprint foi instalado via Pkg, usar o pkgtool para desinstalar.

c) Pegar a última versão do gutenprint no site do gutenprint, descompactar e:
./configure --> para o gimp-print usa-se o prefixo -prefix=/usr
make
su make install

Obs.: Os passos de i) a ii) só são usados para o gimp-print, não são necessários para o gutenprint.

i) Ir em /usr/lib e fazer: ln -s libgimpprint.so libgimpprint.so.1

ii) O "--prefix=/usr" é necessário sómente para o gimp-print pois o CUPS que o Slackware instala procura pelas libs em /usr/lib ( caso não se use -prefix=/usr, as libs são instaladas em /usr/local/lib e o CUPS não as acha)

iii) O item "i)" acima eu descobri olhando o /var/log/cups/error.log onde tinha uma linha acusando erro pois não achava a libgimpprint.so.1.
Vi que quando instalei o gimp-print a lib libgimpprint.so foi instalada em /usr/lib portanto foi só fazer o link simbólico.

iv) Para se ter o error.log detalhado, temos que editar o:
/etc/cups/cups.conf e fazer : "Loglevel debug"

d) Para terminar e restartar o CUPS:
/etc/rc.d/rc.cups start
Depois é só configurar a impressora pelo Browser usando o endereço:
/127.0.0.1:631
Lembrar que em \u201clocal da impressora\u201d usar o IP do computador onde está a impressora.
Se esta impressora vai ser usada por um computador remoto, então temos que editar o "/etc/cups/cups.conf" que deve ficar como mostrado abaixo.


<Location />
Order Deny,Allow
Deny From All
Allow From 127.0.0.1
Allow From 192.168.1.*
</Location>

<Location /printers/lp>
Order Deny,Allow
Allow From 127.0.0.1
Allow From 192.168.1.*
</Location>

<Location /admin>
AuthType Basic
AuthClass System
Order Deny,Allow
Deny From All
Allow From 127.0.0.1
</Location>

BrowseAddress 192.168.1.255
BrowseOrder deny,allow
BrowseDeny All
BrowseAllow 192.168.1.*


No computador "remoto" (computador sem a impressora)
Para configurar uma impressora remota, abrir o browser em:
/localhost:631
Ir em printers e "add printer"

Name: lp
Location: 192.168.1.50

Para Device escolher ipp:/192.168.1.50:631/printers/nome_da_Impressora_remota(lp)
Obs: Não tenho certeza se o nome é o da impressora local ou remota. Como no meu caso dei o mesmo nome, não houve problema na instalação.

O resto é igual a instalsção de uma impressora local.
go to top
Para ligar a rodinha do Mouse no X
Na Seção InputDevice deve ser como abaixo:

Section "InputDevice"
# Identifier and driver
Identifier "Mouse1"
Driver "mouse"
Option "Protocol" "IMPS/2"
Option "Device" "/dev/mouse"
Option "ZAxisMapping" "4 5"
go to top
Para o Slackware 13 e o Mousepad da Synaptics
Section "InputDevice"
Identifier "Mouse0"
Driver "synaptics"
Option "Protocol" "auto"
Option "Device" "/dev/input/mice"
Option "ZAxisMapping" "4 5 6 7"
Option "TapButton1" "1"
go to top
Configurar o FTP
a) Descomentar a linha que se refere ao "proftp" no arquivo /etc/inetd.conf
Se for usar um port diferente do 21, então não descomente a linha acima no arquivo inetd.conf.
Descomente a linha que declara o proftp no modo standalone no arquivo /etc/proftpd.conf e comente a linha inetd.
b) Como root dar "ps x | grep inetd" e anotar o pid, depois dar o seguinte comando "kill -HUP pid". Substituir pid pelo pid anotado acima.
Este comando fará com que o "inetd" releia o arquivo /etc/inetd.conf e portanto se reatualize.
Outra alternativa seria rebootar o computador.
Se o proftpd estiver no modo "stand alone" dar o comando
"kill -HUP 'cat /var/run/proftpd.pid'" para restartar o proftpd
go to top
Instalar o Skype no Slackware 13.1
O problema do Skype é que após ser instalado o microfone não funciona.

Para instalar o Skype:

- Ir para /usr/share e fazer tar xjf skype-2.1.0.81.tar.bz2

O skype fica sem microfone, as outras funções estavam perfeitas.
Para fazer o microfone funcionar tem que:

1- Entrar no alsamixer e clicar em Tab até ficar no modo "Capture".
Colocar o cursor sob "Mic" e clicar na barra de espaço para fazer o Mic sincronizado com Capture.

2- Colocar o volume de Digital em 75, Capture 0, Mic Boos 67

No modo Playback só tem volume Master 61, PCM 74, Mic Boos 67, o resto fica desligado.

3- su alsactl store.
(519) 544-9578
Compilação do Kernel 2.6.18.1
Para instalar o Kernel 2.6.18.1 basta fazer:

make menuconfig; make; make modules_install

e depois usar o script "install" que eu fiz para automatizar a instalação do Kernel

Detalhando.
1) Lembrar que /usr/include/linux está com os "headers" do Kernel 2.4.
Estes headers são necessários para o gcc.
Os headers para a versão 2.6 estão em "/usr/src/linux-2.6/include/linux"
Os modulos estão em "/lib/modules/2.6.18.1"

2) Descompactar o kernel em /usr/src/ e fazer um link para ele.

3) Copiar o patch, se existir, para "/usr/src/linux" e fazer:
patch -R -p1 < nome-do-patch

4) Copiar - cp /usr/src/linux/arch/i386/defconfig /usr/src/linux/.config
defconfig é um config inicial para a familia do processador. No caso do i386, é a família dos PC's.

5) make menuconfig
É muito importante habilitar os drivers das controladoras de disco e o "file system" como parte do Kernel, caso contrario temos que usar um "ramdisk" na inicialização do boot do linux.
Obs. No meu computador tive que tirar o ACPI pois a minha placa é muito antiga.

6) make; make modules_install

7) Editar o "/etc/lilo.conf" para bootar com os dois Kernels,o novo e o antigo.

8) Usar o script "install" que eu fiz para automatizar a instalação do Kernel.
(581) 212-6188
Configurações para o Lilo
Para usar o gravador de CD/DVD colocar em /etc/lilo.conf a linha abaixo.
append="hda=ide-scsi"
Após este comando o /dev/hda vira /dev/sr0
go to top
Instalar o VirtualBox no Slackware 13
1- Instalar o iasl
Pegar o acpica-unix-20091214.tar.gz em /www.acpica.org/downloads/
Descomprimir e ir para o diretório "compiler" e dar "make"
Copiar o iasl para /usr/bin
Fazer um ln -s do iasl que foi copiado em /usr/bin para /usr/share

2- Instalar o VirtualBox OSE
Pegar o VirtualBox VirtualBox-3.1.2-OSE.tar.bz2 em /www.virtualbox.org/wiki/Downloads

./configure --disable-hardening --disable-pulse (não uso e não tenho o pulse uso o Alsa)
source ./env.sh
kmk all
cd out/linux.x86/release/bin/src
make
su make install
cd ..
cp -R VirtualBox-3.1.2_OSE/out/linux.x86/release/ /usr/local/virtualbox/

3- Para rodar o VirtualBox
a) Como root
modprobe vboxdrv
chmod 666 /dev/vboxdrv
modprobe vboxnetflt

b) Como usuário comum
/usr/local/virtualbox/bin/VirtualBox
Homoousiast
Instalar o VMware Server 2.0.2 no Slackware 13
1- Instalar o PAM
Instalei o Linux-PAM-1.1.1.tar.bz2 do site /www.kernel.org/pub/linux/libs/pam/library/
Antes de instalar o PAM fazer:

- Mover o arquivo /etc/pam.d para /etc/pam.d.org
- Criar o diretório /etc/pam.d
- Criar o arquivo /etc/pam.d/other com o seguinte conteúdo ( ver README do PAM)

#%PAM-1.0
auth required pam_deny.so
account required pam_deny.so
password required pam_deny.so
session required pam_deny.so

./configure; make; make check; make install

2- Pegar os Patchs para os modules do VMware Server em /communities.vmware.com/thread/215985
vmware-server.2.0.1_x64-modules-2.6.30-fix.sh (3.5 K)
vmware-server.2.0.1_x64-modules-2.6.30-fix.patch (8.4 K)
-Colocar os Patchs num diretório qualquer ex: /werke/downloads/vmware/patch_server

3- Instalar o VMware Server normalmente até ele perguntar se queremos compilar/instalar os modules.
Neste ponto diga "no".
- Vá para o diretório patch_server e faça como "root": sh vmware-server.2.0.1_x64-modules-2.6.30-fix.sh

4- Termine a instalação do VMware Server dando o comando como "root": vmware-config.pl

5- Numa janela dê o comando como usuário comum: vmware

6- Logue como root para entrar no server.
8179453533
Para desligar o computador com "Ctrl-Alt-Del"
a) Editar em /etc/inittab a linha que contem o comando Ctrl-Alt-Del para: "ca::ctrlaltdel:/sbin/shutdown -h now"
b) Se for preciso (não é no Slack 13.1), descomentar em /etc/rc.d/rc.modules a linha que contém:
"/sbin/modprobe apm".
go to top
Configurar o Apache para que ele seja servidor
Configurar em /etc/httpd/httpd.conf de forma que tenha as linha abaixo.

a) ServerAdmin carlossp@gmx.com
b) ServerName www.carlossp.dyndns.org (tem que ser este endereço para que não seje necessário colocar "/" no final dos endereços).
c) DocummentRoot "werk/www/htdocs" (diretório onde quero colocar os arquivos da web)
d) Acertar o nome do diretório para o diretório Root
Ex:
<Directory "/werk/www/htdocs">
AllowOverride None (desabilita o .htaccess)

e) Criar diretivas para cada diretório desejado.
Não esquecer de configurar o diretório htdocs que já está no httpd.conf.
Ex:
<Directory "/werk/www/htdocs">
Options Indexes FollowSymLinks
AllowOverride None
Order allow,deny
Allow from all
</Directory>

Para os outros diretórios, é melhor colocar estas diretivas no final do arquivo.
Ex:
<Directory "/werk/www/htdocs/lagoa">
AuthType Basic
AuthName "Bem Vindo"
AuthUserFile /werk/www/passwd/passwords
Require user ninguem
</Directory>
f) Criar um diretório /werk/www/passwd.
Criar um arquivo com os passwords usando o comando:
"htpasswd -c /werk/www/passwd/passwords ninguem"
(O -c é para criar o arquivo passwords e portanto só é usado na primeira vêz)

g) Descomentar a linha "Include /etc/httpd/mod_php.conf
-- Este include habilita o PHP no Apache --
h) Em DirectoryIndex acrescentar index.php para que não seja necessário escrever index.php na URL.
---------- Fim das edições em httpd.conf ---------
I) Para finalizar, dar o comando "apachectl restart" para tornar ativa as modificações feitas no arquivo httpd.conf.
go to top
Configurar o Wireless
Para se usar sómente o WEP basta configurar o /etc/rc.d/rc.wireless.conf conforme abaixo.

# Nome da Conexão
# 00:13:CE:*)
*)
INFO="Gil Eanes"
ESSID="My_SSID"
KEY="My_Password"
;;

Para usar WEP, WPA e etc, fazemos: (O Slackware 13 já vem com o wpa_supplicant)
1- Editar o /etc/rc.d/rc.wireless.conf e tirar todas as entradas automáticas "*)"
2- Editar o /etc/wpa_supplicant.conf e criar um bloco, como o abaixo, para cada conta WPA

# WPA protected network, supply your own ESSID and WPAPSK here:
network={
scan_ssid=0
ssid="My_SSID"
proto=WPA RSN
key_mgmt=WPA-PSK WPA-EAP
pairwise=CCMP TKIP
group=CCMP TKIP WEP104 WEP40
psk="MY_Password"
priority=10
}

# Para WEP
network={
scan_ssid=0
ssid="ThomsonADC7DF"
key_mgmt=NONE
wep_tx_keyidx=0
wep_key0=59CDC08B91
priority=20
}

# Plaintext connection (no WPA, no IEEE 802.1X),
# nice for hotel/airport types of WiFi network.
network={
key_mgmt=NONE
priority=1
}


3- Editar o /etc/rc.d/rc.inet1.conf e configure a placa wireless como abaixo.

# Config information for eth1:
IPADDR[1]=""
NETMASK[1]=""
USE_DHCP[1]="yes"
DHCP_HOSTNAME[1]=""
WLAN_WPA[1]="wpa_supplicant"
WLAN_WPADRIVER[1]="wext"
trough roof